Cálculo de Férias

Calcule o Valor Final a Receber

CALCULADORA DE FÉRIAS

Salário bruto:
R$

Número de dependentes:
 

Valor Médio de Horas Extras no Ano:
R$

Dias de férias:
 

Abono Pecuniário (Vender 1/3):
 

Adiantar 1ª parcela 13º:
 


Publicidade:

Cálculo de Férias

Calculo de Ferias – Guia Passo a Passo

Calculo de Ferias -Calcule Calcular Online o Valor a Receber

Entenda como realizar o cálculo de férias com todas as variações possíveis, seja com ou sem abono pecuniário (vender 1/3 das férias), abono constitucional, férias integrais ou parciais, dedução do INSS no cálculo das férias, dedução do IRRF no cálculo das férias, dedução do valor relacionado aos dependentes no IRRF, adiantamento da parcela do 13º salário no cálculo de férias, tudo para chegar no principal: o valor líquido no cálculo das férias.

Publicidade:

■ Dedução do Abono Constitucional

 

O Abono constitucional é simplesmente um adicional de 1/3 em relação ao salário base, que o trabalhador tem direito a receber quando entra em férias. Exemplo, se o salário base é R$ 1.000,00 então o trabalhador tem direito a receber R$ 333,33 adicionais, a título de abono constitucional.

■ Abono Pecuniário no Cálculo de Férias

 

Abono pecuniário é receber dinheiro no lugar de gozar 1/3 das férias. Em outras palavras, o empregado tem o direito de vender 1/3 de suas férias.

Exemplo 1: se o empregado tem direito a férias integrais (30 dias), então ele tem direito a vender 10 dias (que equivalem a 1/3 de 30 dias).
Exemplo 2: se o empregado tem direito a 24 dias de férias, então ele tem direito a vender 8 dias (que equivalem a 1/3 de 24 dias).

Financeiramente falando, se o empregado tem um salário de R$ 1.000,00 e se ele tem direito a férias integrais (30 dias) então ele pode vender 1/3 das férias, o que equivale a somar R$ 333,33 no valor de férias a receber (Salário + 1/3 = R$ 1.000,00 + R$ 333,33 = R$ 1.333,00).
Veja o exemplo:

▸ NA PRÁTICA – Abono Pecuniário (1/3 de férias) no Cálculo de Férias

Salário (de férias): R$ 1.000,00
Abono Pecuniário (1/3 de férias): R$ 333,33 (equivale a 1/3 do salário)
Total: R$ 1.333,33

■ Dedução do INSS no Cálculo de Férias

 

A dedução do INSS é simples e é feita em dois passos: primeiro define-se a aliquota percentual conforme a faixa de salário, pra isso você pode consultar a tabela INSS. Depois desconta-se essa alíquota da base de cálculo, lembrando que a base de cálculo não é o salário base, mas sim o salário base + 1/3 de férias + abono pecuniário (se houver) + 1/3 de abono pecuniário (se houver).

Veja o exemplo:

▸ NA PRÁTICA – Desconto do INSS no Cálculo de Férias

Salário: R$ 1.000,00
Base de cálculo: R$ 1.000,00 (salário) + R$ 333,33 (1/3 de férias) = R$ 1.333,33
■ Se houver abono pecuniário, deve-se antes somar ele pra chegar na base de cálculo.
■ INSS: 8% (Até R$ 1.399,12 conforme tabela INSS)
R$ 1.333,33 – 8% = R$ 1.226,67
Total: R$ 1.226,67

■ Dedução do IRRF no Cálculo de Férias

 

A dedução do IRRF também tem dois passos: primeiro identifica-se o percentual a deduzir conforme faixa de salário (ver tabela IRRF) e depois desconta-se esse percentual da base de cálculo já descontado o INSS.

Veja o exemplo:

▸ NA PRÁTICA – Desconto do IRRF no Cálculo de Férias

Salário: R$ 2.000,00
IRRF: 7,5% (De 1.903,99 até 2.826,65 = 7,5% conforme tabela IRRF)
IRRF = R$ 178,00 (7,5%)
Parcela a deduzir: R$ 142,80
IRRF total a deduzir: R$ 178,00 (IRRF) – 142,80 (parcela a deduzir) = R$ 35,20
Base de cálculo: R$ 2.000,00 (salário) + R$ 666,67 (1/3 de férias) – R$ 293,33 (desconto INSS) = R$ 2.373,33
TOTAIS: R$ 2.373,33 (base de cálculo) – R$ 35,20 = R$ 2.338,13
Total: R$ 2.338,13

■ Dedução de Depententes do IRRF no Cálculo de Férias

 

O cálculo do IRRF nas férias também inclui o fator dependentes. Para cada dependente serão deduzidos R$ 189,59 da base de cálculo, conforme tabela de dedução de dependentes do IRRF. Mas essa dedução não é do valor total do IRRF: a dedução de R$ 189,59 é sobre a base de cálculo. Por exemplo, se a base de cálculo era 2.373,33 então serão deduzidos R$ 189,59 e a base de cálculo passará a ser R$ 2.183,74.

Tomando por base o exemplo anterior:

▸ NA PRÁTICA – Desconto do IRRF no Cálculo de Férias

Base de cálculo (do exemplo acima): R$ 2.373,33
Considerando 1 dependente neste exemplo: R$ 189,59
R$ 2.373,33 R$ 189,59 = R$ 2.183,74
Base de cálculo (já deduzido o dependente): R$ 2.183,74

■ Adiantamento do 13º Salário no Cálculo de Férias

 

É possível também adiantar a 1ª parcela do 13º salário, que corresponde a metade do salário base. Nesse caso, se o funcionário tem um salário de R$ 2.000,00 então a 1ª parcela do 13º salário corresponde a R$ 1.000,00 e poderá ser paga junto com as férias. E assim se encerra o completo cálculo de férias.

Pin It on Pinterest

Compartilhe