Cálculo de Seguro Desemprego

Saiba o Valor a Receber e os Descontos Reais

Calculadora de Seguro Desemprego

Salário bruto:
R$

Valor do antepenúltimo salário:
R$

Valor do penúltimo salário:
R$

Valor do último salário:
R$

Quantos meses trabalhou dentro dos últimos 36 meses?
 

Recebeu seguro desemprego nos últimos 16 meses?
 

 


Publicidade:

Este cálculo toma por base a última tabela divulgada pelo MTE (Ministério do Trabalho e Emprego) de janeiro de 2015.

Cálculo do Seguro Desemprego

Entenda como Fazer uma Consulta Seguro Desemprego

O cálculo do seguro desemprego feito através da consulta ao seguro desemprego divulgado pelo Ministério do Trabalho e Emprego atualmente sendo utilizado tem como referência o salário mínimo em vigor. Para que seja efetuada consulta ao seguro desemprego e o cálculo do seguro desemprego, o trabalhador deve levar em conta o salário mínimo vigente.

O Cálculo do seguro desemprego na consulta ao seguro desemprego – o que define?

Para que fosse desenvolvido o cálculo do seguro desemprego através da consulta do seguro desemprego, portanto, foi considerada a Resolução do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) Nº 707, de 10 de janeiro de 2013, resolução esta que reajusta as três patamares salariais relativos ao cálculo do seguro desemprego e também à consulta do seguro desemprego.

Publicidade:

A Resolução define que a partir da data de sua publicação o cálculo do seguro desemprego feito pela consulta ao seguro desemprego, define que as faixas salariais acima do valor do salário mínimo praticado serão atualizados de acordo com a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor, o INPC. Esse índice é obtido através do cálculo dos últimos doze meses anteriores ao reajuste e é utilizado para o cálculo do seguro desemprego, obtido com uma simples consulta do seguro desemprego.

De acordo com essa Resolução, em 2015, o valor máximo de cada parcela paga mensalmente e obtida através do cálculo do seguro desemprego, com a consulta do seguro desemprego é de R$ 1.385,91. Por outro lado, é assegurado o valor mínimo da parcela a ser paga, através do cálculo do seguro desemprego, na consulta do seguro desemprego, de um salário mínimo nacional vigente.

Cálculo do Seguro Desemprego – Tabela de consulta do Seguro Desemprego

Para chegar no valor da parcela a receber tome-se por base o valor médio dos últimos três salários anteriores a dispensa de acordo com a tabela abaixo. Para simplificar, utilize a calculadora acima, que faz este cálculo de seguro desemprego automaticamente.

Faixas de Salário Médio Valor da Parcela
Até R$ 1.222,77 Multiplica-se o salário médio 0,8 (80%)
De R$ 1.222,78 Até R$ 2.038,15 O que exceder a R$ 1.222,77 multiplica-se por 0,5 (50%) e soma-se a R$ 978,22
Acima de R$ 2.038,15 O valor da parcela será de R$ 1.385,91 invariavelmente

Consulta do Seguro Desemprego – Quem Pode Receber?

Valor da Parcela do Seguro Desemprego

Esse benefício, que tem o valor obtido com o novo cálculo do seguro desemprego, é facilmente descoberto através de uma consulta do seguro desemprego, e é concedido ao trabalhador que perde o emprego a fim de garantir a subsistência temporariamente. Somente o trabalhador que é dispensado sem justa causa ou no caso da empresa a qual trabalhava paralisar as atividades tem direito ao seguro desemprego. O seguro desemprego é pago pelo poder público.

A dispensa sem justa causa ou a cessação das atividades do empregador não são os únicos fatores a serem levados em conta para o cálculo do seguro desemprego na consulta ao seguro desemprego. Para se ter o direito ao benefício, outros itens serão levados em conta durante a consulta ao seguro desemprego para o cálculo do seguro desemprego, como por exemplo:

  • ter recebido salários nos 06 (seis meses) subsequentes;
  • nos 03 anos ou 36 meses anteriores ter trabalhado.
  • O candidato ao benefício não pode estar recebendo nenhum outro tipo de benefício da Previdência Social, com exceção de auxílio-acidente ou pensão por morte.

    Consultar Quantas Parcelas Tenho Direito do Seguro Desemprego

    Além do valor obtido no cálculo do seguro desemprego durante a consulta ao seguro desemprego, o prazo de recebimento a que o trabalhador tem direito também é variável e pode-se ter acesso através de uma consulta no seguro desemprego para o cálculo do seguro desemprego.

    O contribuinte pode receber até cinco parcelas do seguro desemprego, de acordo com o cálculo do seguro desemprego na consulta ao seguro desemprego, sendo que a definição do tempo de recebimento das parcelas pode ser descoberta através da consulta ao seguro desemprego para o cálculo do seguro desemprego, definida da seguinte forma: até cinco parcelas do benefício, contínua ou alternadamente, a cada período aquisitivo de dezesseis (16) meses, distribuídas da seguinte forma:

  • três prestações, se na consulta ao seguro desemprego para o cálculo do seguro desemprego o contribuinte conseguir comprovar vínculo empregatício de no mínimo seis meses e no máximo onze meses
  • nos trinta e seis meses anteriores ao desligamento
  • quatro prestações, se na consulta ao seguro desemprego para o cálculo do seguro desemprego o contribuinte comprovar vínculo empregatício de no mínimo doze meses
  • e no máximo 23 meses, nos 36 meses anteriores ao desligamento
  • cinco prestações, se na consulta ao seguro desemprego para o cálculo do seguro desemprego o contribuinte comprovar vínculo empregatício de no mínimo 24 meses
  • nos 36 meses anteriores ao desligamento
  • Período aquisitivo é o espaço de tempo que estabelece a carência para recebimento do benefício, ou seja, contando-se o tempo a partir do último desligamento em que torne apto o contribuinte a receber o benefício, contando-se os dezesseis meses que compõem o período aquisitivo, detectável através da consulta ao seguro desemprego, passando-se então ao cálculo do seguro desemprego.

    Fonte: MTE (Ministério do Trabalho e Emprego)

    cálculo seguro desemprego - consulta parcelas




    Pin It on Pinterest

    Compartilhe